• 75 3023.9999

Blog da Niro

Quais as causas do pigarro?

Quais as causas do pigarro?

Muita gente sofre de incômodo na garganta causado por um muco, o tal pigarro, que é um problema muito comum. Ele está, geralmente, relacionado ao tabagismo e a ataques de gripe.

O pigarro é uma irritação na garganta, muitas vezes acompanhada de uma secreção (muco). Trata-se de um líquido espesso e pegajoso, que pode entupir o nariz e a garganta. O problema é desagradável e, às vezes, doloroso. Ele pode dificultar a passagem do ar, ou seja, a respiração, e prejudicar as cordas vocais, causando rouquidão ou mesmo perda temporária da voz.

Causas

A produção do muco é um processo natural do organismo, que o usa para se proteger, mas alguns problemas causam seu aumento irritando a garganta. As principais causas do pigarro são o tabagismo e a gripe.

Segundo especialistas, o tabaco causa alterações na superfície das vias aéreas que conduzem o ar até os pulmões.

Os componentes tóxicos de algumas substâncias presentes na fumaça do cigarro e também a temperatura dos gases inalados, pode causar a perda do funcionamento normal dos cílios, que são os pequenos “pelinhos” superficiais que têm a função de defesa, que mais tarde, podem morrer deixando as vias aéreas sem defesa. Isso pode diminuir a depuração de partículas na via aérea, causando a necessidade contante de limpeza da garganta com pigarros frequentes.

O pigarro também pode aparecer depois de resfriados e gripes, pois nesse caso há maior concentração de células da defesa na via respiratória, causando “irritação” no local, além da diminuição transitória do funcionamento dos cílios. Também há maior produção de secreções, o que causa a necessidade contante de limpeza da garganta.

Além do tabagismo, gripes e resfriados, outras doenças causadas por microorganismos causam pigarro pelas mesmas causas, tais como sinusites e rinites infecciosas. Outro problema comum de aparecimento do pigarro é o refluxo gastresofágico (ou faringolaríngeo), em que distúrbios digestivos causam pigarro ou tosse seca.

Outras doenças graves podem causar pigarro como tumores malignos, outras menos graves, como doenças pulmonares e nasais (rinite), o que faz com que o paciente com pigarro prolongado deva sempre consultar um médico.

Tratamento

Após procurar um otorrinolaringologista e descobrir a causa do pigarro, o médico vai indicar o tratamento adequado à sua situação. Não é recomendável utilizar pastilhas, pois elas apenas amenizam o incômodo por pouco tempo e não resolvem o problema verdadeiramente. Jamais tome qualquer medicamento sem orientação profissional.

Para aliviar a irritação é recomendável beber bastante água, com frequência, para hidratar a garganta. Repousar as cordas vocais o máximo que puder, evitando falar muito, e fazer a limpeza constante da região, comendo uma maçã ou fazendo inalações de vapor e assuar o nariz logo em seguida.

 

 

 

Fonte: imirante.com

Veja Também